terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Nota Informativa - FEV/2014-01



A sistematicidade do problema do Centro de Saúde de Almodôvar

O presidente António Bota afirmou na comunicação social que “o problema da falta de médicos no centro de saúde está resolvido”.

ESTÁ RESOLVIDO?

O executivo PS de Almodôvar contrata um novo médico para o centro de saúde para colmatar a saída da médica que se aposentará em breve, ou seja, o número de médicos é igual e o PROBLEMA PERSISTE.


A população do concelho de Almodôvar continua com um sistema de saúde deficitário, tanto na qualidade como na quantidade visto que, frequente e sistemáticamente, tampouco as consultas de recurso são possíveis pelo simples facto de não haver médico/a disponível para assegurar este serviço.

Para AGRAVAR esta situação os almodovarenses continuam sem Serviço de Urgências: independentemente da hora, o/a doente urgente tem que ser transportado/a para o Centro de Saúde do concelho vizinho, Castro Verde.

O Bloco de Esquerda relembra que no Centro de Saúde de Almodôvar, as urgências foram encerradas pelo anterior governo PS.

As consequências dessa decisão, no contexto de uma população envelhecida à qual se juntam as distâncias a percorrer pelos utentes e, sem perder de vista o agravamento das condições sociais e económicas, da política austeritária, protagonizada pelo actual governo PSD/CDS, estão à vista agravam-se cada vez mais.

Contrariamente ao que o executivo da Câmara de Almodôvar com a liderança do socialista António Bota, tão entusiastica e enganadoramente defende, o Bloco de Esquerda vem afirmar: Os Almodovarenses continuam com falta de médicos!


O Bloco de Esquerda exige a reabertura das urgências do Centro de saúde de Almodôvar e o aumento do número de médicos/as de modo a assegurar cuidados de saúde com qualidade para todos/as.