domingo, 1 de maio de 2016

Dia 1 de Maio de 2016 - Dia do Trabalhador



1886 - 2016 – Cento e trinta anos depois e a luta tem de continuar!




Depois de quase século e meio os direitos dos trabalhadores continuam a ser, sistematicamente, atacados como se o trabalho por eles prestado devesse ser um dever sem compensação!

A precariedade no trabalho avança a um ritmo assustador, seja através de salários baixos, horário de trabalho, recibos verdes, horas extraordinárias, pressões, intimidações, etc. - as empresas pedem cada vez mais ao trabalhador e dão cada vez menos... E o contrato coletivo de trabalho é um documento para ficar na gaveta, esquecido, de modo a que não incomode.

O trabalho prestado tem uma remuneração, tem um conjunto de obrigações sociais e económicas que, quando não são cumpridas lesam o trabalhador, no presente e no futuro mas, também, o país: uns engordam, outros emagrecem, a corrupção instala-se e todos perdemos!

Este é o país que temos mas não é o país que queremos - queremos um país onde seja reconhecido o direito ao trabalho, os direitos do trabalho e que o trabalho e o trabalhador sejam reconhecidos como uma mais-valia, como impulsionadores económicos e sociais pois essa é a base do desenvolvimento.

No dia 1 de maio de 1886 meio milhão de trabalhadores saíram às ruas de Chicago, nos EUA, para exigir a redução do horário de trabalho para 8 horas diárias. A manifestação foi atacada pela polícia e 10 trabalhadores morreram. O resto do país estava em greve geral com a mesma exigência.

Desde então celebra-se o Dia do Trabalhador.

Desde esse dia que quem trabalha sabe que só juntos/as podemos mudar o mundo.